Notícias

    Prorrogadas as inscrições do BB Educar Integração

    Prorrogadas as inscrições do BB Educar Integração
    Projetos devem ter valor de R$ 5 mil a R$ 30 mil e ao menos um voluntário BB aposentado que tenha concluído a formação de alfabetizadores

    Funcionários aposentados do Banco do Brasil podem abrir portas para o futuro de muita gente, por meio do BB Educar Integração.

    O programa, que apoia ações que desenvolvem trabalho voluntário voltado à melhoria de vida de pessoas com baixa escolaridade, teve o prazo de recebimento de propostas prorrogado para o dia 03 de março.

    O valor do investimento, com recursos não reembolsáveis, varia de R$ 5 mil a R$ 30 mil. No total, serão destinados até R$ 500 mil pela Fundação Banco do Brasil.

    Os projetos devem ter como foco a inclusão social por meio da alfabetização de jovens e adultos, sendo necessário ter ao menos um voluntário BB aposentado que tenha concluído, em qualquer época, o Curso de Formação de Alfabetizadores.

    O BB Educar Integração foi criado no Banco do Brasil em 1992, inspirado no método Paulo Freire, que considera a realidade do alfabetizando como ponto de partida do processo educativo.

    Em 2016, a Fundação BB destinou R$ 83 mil ao programa, possibilitando a alfabetização de 360 pessoas.

    O funcionário aposentado Nilson José de Oliveira, professor formador de alfabetizadores, reconhece que o BB Educar o ajudou a ver mais de perto a realidade do país.

    “Ainda hoje, em sala de aula, ouvi de um alfabetizando que não conseguia ler o luminoso do ônibus.

    Envergonhado, tinha mesmo que pedir ajuda pra pessoa do lado, senão não voltava pra casa”, relatou.

    “Trata-se da ferramenta mais legítima e básica de comunicação: ler e escrever”, declarou o educador.

    No Brasil, dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimam a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade em 8%, o que corresponde a 12,9 milhões de pessoas.

    Esses números representam uma queda de 0,3% em relação a 2014, que contabilizava 13,7 milhões de iletrados e de 11,5%, se considerarmos os dados 2004, cuja soma chegava a 15,3 milhões de analfabetos.

    A região Nordeste foi a que apresentou a maior redução, passando de 22,4%, em 2004, para 16,2%, em 2015.

    As menores taxas são das regiões Sul e Sudeste, 4,1% e 4,3%, respectivamente.

    Com o BB Educar Integração, funcionários aposentados do Banco ajudam a construir ações significativas para a vida das pessoas e para a sociedade, reforçando vínculos com os colegas.

    Saiba mais sobre a iniciativa em www.integracaobb.com.br.

    ONDE NOS ENCONTRAR

    SCS Quadra 9 Lote C Torre C, 9º andar, Edifício Parque Cidade Corporate
    Brasília/DF - CEP: 70.308-200

    Site7Dias